Crise ou Oportunidade?


Hoje vivenciamos “momentos de instabilidade financeira no nosso país”, a mídia transmitindo em massa diversas informações e fatos sobre desemprego, empresas fechando, escândalos políticos, inflação, inadimplência, tudo para chamar a atenção das pessoas e fazerem acreditar que o país está vivenciando um verdadeiro caos político-econômico-financeiro, mas a CRISE de fato não existe, o que existe é um conjunto de ideias formadas na cabeça das pessoas que acreditam que o país está enfrentando um momento de crise.

         Tudo são crenças, você é quem escolhe em qual cenário quer estar, cenário de crise ou oportunidade, tudo é questão de acreditar, pois se você acredita que existe crise, então estará programando a sua mente para a existência da crise. Mesmo em momentos difíceis, encontramos a melhor das oportunidades que antes não conseguimos enxergar, pois a sabedoria está em transformar as dificuldades em oportunidades.

         Então de que lado você quer estar, do lado da crise ou da oportunidade? Mude o seu mindset, tenha uma atitude positiva, crie oportunidades de sucesso, não se deixe influenciar por comentários negativos, acredite no seu potencial, seja uma pessoa criativa, saia da zona de conforto, pois as oportunidades só aparecem quando ocorre uma mudança de mentalidade, quando você está aberto para aceitar novos desafios.

         O melhor caminho para fugir da “crise” é investir em conhecimento, ler bons livros que falam sobre educação financeira, inteligência emocional, prosperidade, mudanças de paradigmas, é importante também fazer cursos, participar de seminários, palestras, além de aconselhar-se com especialistas em diversas áreas de desenvolvimento pessoal e profissional, como também, fazer novas amizades com pessoas que possam agregar valor a sua vida.

         O sistema educacional deste país ajudaria a encurtar o caminho das oportunidades se existisse uma política voltada para a criação de disciplinas nas primeiras séries, como: empreendedorismo, educação financeira, gestão da emoção, com o propósito de desenvolver a criatividade, despertar o senso crítico, aprender a lidar com o dinheiro desde cedo e se relacionar melhor com as pessoas.

         A família também tem a sua parcela de contribuição na educação, posto que, é a base da formação educacional das pessoas. Grande parte das crenças de todo ser humano é gerada na família, passando pelos amigos, escola, meios de comunicação até o sistema político do país.

         O “eu” também cria as suas próprias crenças limitantes, criando cenários de medo, ansiedade, insegurança, os quais na maioria das vezes são frutos da nossa própria imaginação, mas se controlarmos os pensamentos poderemos mudar a nossa realidade, pois o mundo exterior é um reflexo do nosso mundo interior.

Autor: Davis Lopes

Artigo publicado no jornal cultural “Conhece-te a ti mesmo”-MG

Crise ou Oportunidade?
5 (100%) 1 vote

Compartilhar

Você pode gostar...