Inteligência Emocional para Concurso Público


A inteligência emocional é tão importante quanto o raciocínio, posto que, a inteligência racional só chega ao seu clímax quando está em perfeita sintonia com a inteligência emocional, mas para que isso ocorra precisamos usar a nossa emoção com inteligência.

Vejam alguns elementos emocionais que podem ser nossos aliados ou nossos inimigos, se não soubermos como usá-los e controlá-los:

O OTIMISMO é um elemento emocional que pode ser usado para atingir o sucesso em todos os campos da vida, seja no campo pessoal, profissional e familiar, você pode usar essa ferramenta para transformar os fracassos em oportunidades e continuar seguindo em frente na vida. As pessoas devem ter plena convicção de que tudo dará certo na vida, independente das dificuldades que venham a enfrentar, pois só assim conseguirão superar as perdas e frustrações, mantendo um estado de espírito equilibrado e pronto para encarar uma nova realidade de vida com mais vigor.

Tão importante quanto a técnica de estudo é a MOTIVAÇÃO que toda pessoa deve ter para conquistar os seus ideais, essa motivação é fundamental para a vida de todo concurseiro que almeja a aprovação no concurso público de seus sonhos.

A AUTOVALORIZAÇÃO é o alicerce que torna as pessoas mais confiantes e preparadas emocionalmente para irem em busca dos seus sonhos e terem plena consciência que são capazes de realizá-los.

A ANSIEDADE nunca foi tão avassaladora quanto nos dias atuais, pois como vivemos na era da informação e os recursos tecnológicos cada vez mais sofisticados, não conseguimos acompanhar e processar em tempo real toda essa gama de informação, causando assim um estresse emocional por não conseguir assimilar todos esses dados.

O MEDO pode se tornar o nosso aliado se soubermos como controlá-lo, podemos usá-lo como agente motivacional na superação de nossos desafios, a partir do pensamento, do desejo e da ação de que somos capazes de vencer na vida e de chegar ao sucesso pleno.

A PROCRASTINAÇÃO é o hábito que as pessoas têm de deixar tudo para depois, ou seja, as pessoas criam o hábito de adiar as tarefas, metas, objetivos, planos, sonhos e ações, achando que terão todo tempo do mundo pela frente para executá-los e realizá-los, mas quando descobrem que não têm mais tempo já é tarde demais, aí vem o sentimento de culpa por não conseguirem honrar com os seus compromissos.

Em suma, foram citados alguns elementos que poderão ajudar você concurseiro a se tonar uma pessoa mais preparada emocionalmente, antes, durante e depois da prova. Mantenha sempre o equilíbrio emocional e você conseguirá alcançar o tão almejado concurso público de seus sonhos.

Autor: Davis Lopes

Artigo publicado no jornal cultural “Conhece-te a ti mesmo”-MG

Inteligência Emocional para Concurso Público
5 (100%) 1 vote

Compartilhar

Você pode gostar...